Terça-feira, 21 de Abril de 2009
Breve História da Passagem do Povo Judeu por Castelo de Vide - A Sinagoga

O edifício identificado como Sinagoga Medieval localiza-se na confluência da Rua da Judiaria com a Rua da Fonte. Compõe-se de dois pisos, abrindo-se numa das divisões do piso superior o que se julga ser o Tabernáculo.
Neste compartimento reuniam-se os homens da comunidade, enquanto que na divisão à sua direita, daquela separada, originalmente por um pequeno postigo, congregavam-se os membros do sexo feminino, enquanto decorriam as sessões de estudo dos Textos Sagrados. As Sinagogas, enquanto espaço polifacetado, funcionavam, paralelamente, como Escola. Também na Sinagoga de Castelo de Vide existe um espaço que era dedicado ao ensino dos mais jovens. A Escola, cuja memória a tradição popular ainda guarda, hoje em edifício separado, situava-se à esquerda da sala do Tabernáculo.

Os trabalhos de consolidação do edifício da Sinagoga obrigavam ao desenvolvimento de várias sondagens arqueológicas no piso inferior deste espaço. Nesses trabalhos foi possível identificar três silos escavados no granito de base, apresentando um deles vestígios de ter sido forrado com placas de cortiça. Os diferentes níveis estratigráficos observados indicam a existência de, pelo menos, três fases distintas de utilização do piso inferior. A mais antiga, contemporânea da abertura dos silos, remonta aos finais do século XIV. Os dois silos do primeiro compartimento estiveram em uso até meados do século XVI, enquanto que os materiais enxumados no silo do segundo compartimento apontam para um abandono algo mais tardio. Quer pelos materiais arqueológicos recolhidos no interior dos silos, quer pelo espólio identificado na sondagem efectuada no quintal da Sinagoga, outrora espaço coberto, pode-se afirmar que o século XVI foi época de profundas alterações
deste edifício, coincidindo com o fim da liberdade de culto dos judeus em Portugal. Posteriores utilizações foram dadas a este imóvel. O espaço interno e externo foi sendo alterado e adaptado ao longo dos séculos. O Tabernáculo só foi redescoberto nos anos setenta do presente século, quando se procedia ao arranjo das paredes do edifício.
(Fonte): http://www.cm-castelo-vide.pt

tags:

publicado por aviajar às 00:45
link do post | favorito

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

Douro Vinhateiro em Video

Alto Douro Vinhateiro

Lagar de Varas em Idanha...

Weimar cidade de Goethe,S...

Praias Fluviais das Aldei...

Montemor o Velho - O Cast...

Trier (revisitada) a cida...

Trier (revisitada) a cida...

Trier (revisitada)a mais ...

Trier (revisitada) a mais...

arquivos

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds